Quem somos?

 

A Associação Portuguesa de Herpetologia (APH) é uma associação científica sem fins lucrativos que nasce da vontade de dinamizar a herpetologia (o estudo de anfíbios e répteis) em Portugal. Fundada a 4 de Junho de 2015 por um total de 23 sócios, a APH reúne cientistas, estudantes e todas as pessoas em geral que se interessem por répteis e anfíbios.

 

A APH nasce da necessidade de organizar e promover a herpetologia em Portugal ante a inactividade prolongada da Sociedade Portuguesa de Herpetologia (SPH), criada em 1994. A SPH editava regularmente a Folha Herpetológica, de distribuição gratuita entre os sócios e que nós voltamos a disponibilizar em formato digital (em breve: Biblioteca).

A APH é composta por membros voluntários que dão o seu tempo e competências para que o público em geral possa usufruir das variadas actividades realizadas.

Symbols & Tradition

Seja qual for a tua idade, sendo investigador, conservacionista, estudante, naturalista de campo ou apenas curioso e interessado em répteis e anfíbios, a APH tem algo a oferecer.

 

 

 

Então, por que não

juntar-te a nós

ainda HOJE?

Para que possamos continuar a realizar actividades de qualidade, bem como proteger a biodiversidade herpetofaunistica portuguesa através de diversos projectos, apelamos aos vossos donativos.

A APH tem como principais

objectivos

 

  • Desenvolver e promover actividades de investigação e divulgação científica.

 

  • Promover e envolver-se em projectos de carácter científico no âmbito da herpetologia.

 

  • Produzir pareceres, assumir posições públicas e influenciar outras entidades, governamentais ou não governamentais, no âmbito da herpetologia.

 

  • Associar-se, filiar-se ou cooperar com associações congéneres, ou afins, entidades governamentais ou não governamentais, sem perda dos seus objectivos e da sua autonomia.

 

  • Organizar ações de divulgação e formação, seminários, conferências, campanhas de sensibilização e concursos, instituir prémios e conceder bolsas, bem como desenvolver projectos editoriais.

 

  • Sensibilizar o público em geral para a herpetologia.

+ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + +